IJUI NEWS - Morre segunda vítima de explosão de fogos de artifício em Réveillon em Tupanciretã

Min: 17º
Max: 30º
Parcialmente Nublado
logo ijui news
EquipomedEquipomed
Center Car lado 1

Morre segunda vítima de explosão de fogos de artifício em Réveillon em Tupanciretã

Gilvan Silva, 35 anos, estava internado no Husm, mas não resistiu aos ferimentos. Na noite do acidente morreu na hora Marcelo Almeida Barcellos, também de 35 anos.

Matéria Publicada em: 02/01/2017
Gilvan Silva estava hospitalizado, mas não resistiu aos ferimentos. Foto: Arquivo Pessoal / reprodução

Morreu por volta das 21h30min deste domingo (1º), um dos atingidos por fogos de artifício durante uma festa privada de Réveillon na Associação dos Funcionários da Cocevvil Comércio de Cereais (Afuco), em Tupanciretã.

O plantador Gilvan Silva, 35 anos, estava internado em estado gravíssimo no Hospital Universitário de Santa Maria (Husm) e não resistiu aos ferimentos.

Silva era natural de Mata, mas viveu a maior parte da vida em Tupanciretã. Era casado e não tinha filhos. Atualmente, trabalhava na zona rural, onde plantava e operava máquinas agrícolas.

O acidente

A primeira vítima do acidente é Marcelo Almeida Barcellos, 35 anos, funcionário Afuco. De acordo com a Polícia, Barcellos e Silva foram atingidos quando tentaram acender manualmente os fogos de artifício que não detonaram de forma mecânica, em uma barragem, distante do público.

Ao chegar próximo da estrutura dos fogos, a dupla e uma terceira pessoa teriam tentado acionar os fogos de forma manual, mas eles não detonaram.

Então, Barcellos teria ido checar o que houve e teria olhado dentro de uma espécie de tubo, onde os fogos foram instalados.

Neste momento, aconteceu a explosão, atingindo a cabeça de Barcellos, que morreu no local. 

Fonte: Gaúcha – Online (editado)

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

termos de uso
SLC LADOS