IJUI NEWS - Por que o caso de coronavírus da Unimed Ijuí ainda não é reconhecido pelo Estado?
Min: 15º
Max: 26º
Predomínio de Sol
logo ijui news
Multas Multas
rad E

Por que o caso de coronavírus da Unimed Ijuí ainda não é reconhecido pelo Estado?

Por, Abel Oliveira

Matéria Publicada em: 11/04/2020

Há seis dias do anúncio da Unimed, validado pela 17ª CRS, o caso ainda não consta nos números oficiais da Saúde do Estado. Por quê?

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) do Rio Grande do Sul ainda não reconhece o caso confirmado de coronavírus em Ajuricaba/Ijuí, noticiado pela Unimed há cinco dias. Na manhã deste sábado, 11, ele ainda não constava nos dados atualizados diariamente e divulgados pela SES-RS.

Ao anunciar que tinha oficialmente uma pessoa com coronavírus no hospital de Ijuí, no dia 6 de abril, a Unimed informou que o paciente - um homem de 40 anos, residente em Ajuricaba - havia testado positivo para Covid-19 em exame realizado por laboratório terceirizado de Cascavel, no Estado do Paraná, mas que a confirmação deveria ser por contraprova do Lacen/RS.

Um dia depois (7.abr.20), o Centro de Operações de Emergência (COE) da 17ª CRS ratificou  o caso anunciado pela Unimed. Em nota, o órgão do próprio governo disse que o laboratório terceirizado onde o teste foi feito no Paraná é autorizado pelo Ministério da Saúde (MS) para diagnóstico de Covid-19, sendo, assim, descartada/desnecessária a contraprova do Lacen.

O fato do caso de Ajuricaba/Ijuí não constar nos números oficiais do Estado levantou dúvidas e preocupação de muitas pessoas quanto a veracidade dos números apresentados sobre a situação do novo coronavírus nas cidades do RS.

Consultada pela reportagem do Ijuí News, a Unimed Ijuí respondeu: “O Hospital Unimed foi orientado pela 17 CRS e pela Vigilância Sanitária do município. Tanto que a amostra coletada do paciente para envio ao Lacen foi descartada (não encaminhada) por orientação desses órgãos. A Unimed reafirma o referido caso como CONFIRMADO para Covid-19 por tratar-se de exame analisado por laboratório reconhecido e  por ter seguido todos os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde”.

A Vigilância Ambiental do município de Ijuí também foi consultada, mas não se manifestou sobre o caso.

A chefia da Vigilância Epidemiológica do Centro Estadual de Vigilância em Saúde explicou que um laboratório privado tem o primeiro teste aprovado pelo Lacen, os próximos exames feitos pelo estabelecimento passam a  ser validados automaticamente. 

As perguntas seguem sem respostas

1 - O laboratório de Cascavel-PR já teve exames avaliados pelo Lacen e não precisou da contraprova do caso da Unimed Ijuí?

2 – Se ocorreu, por que não está o caso computado nos números oficiais do Estado?

3 – O caso da Unimed Ijuí foi repassado pela 17ª CRS à Saúde do Estado?

4- Errou a 17ª CRS ao negar à Unimed o envio de material para contraprova do Lacen?

Esperamos que seja tudo esclarecido, não pairem mais dúvidas sobre as estatísticas apresentadas, pois elas têm lugar importante na prevenção ao contágio.

Abel Oliveira

Repórter

Seiko DDD