IJUI NEWS - Agoniados, donos de quadras de futebol lutam pelo retorno das atividades em Ijuí
Min: 15º
Max: 26º
Predomínio de Sol
logo ijui news
Inova topoInova topo
Britinho lateral esq

Agoniados, donos de quadras de futebol lutam pelo retorno das atividades em Ijuí

Sem atividades há quase 5 meses, empresários têm dificuldades para quitar contas como IPTU, salários, aluguel, financiamentos, água e luz, por exemplo.

Matéria Publicada em: 08/08/2020
Quadras estão fechadas há quase cinco meses. Foto: Divulgação.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, há quase 150 dias, as quadras particulares de futebol (Society) de Ijuí estão fechadas ininterruptamente. Nesses quase cinco meses os empresários do ramo não faturaram, absolutamente, nada.

Cumprindo o que determinam os decretos do Estado e do município os empresários acumulam prejuízos consideráveis; são perdas financeiras e de clientes.

Um grupo de proprietários de quadras esportivas afirma que, com o Adjunto do Pasta do Esporte na cidade, já houve a elaboração de um protocolo sugestivo para uma possível volta das atividades.

O protocolo prevê restrições de horários e segurança para os frequentadores como; medição de temperatura corporal, medição da saturação, além da higienização básica com álcool em gel, uso de máscaras, e limitação de pessoas por espaço, por exemplo.

O grupo tenta discutir o protocolo com a prefeitura ou com o comitê da Covid-19, mas não obtém resposta.

“Não conseguimos contato com ninguém e estamos sem ter a quem recorrer. Conforme as últimas reportagens que vincularam em mídia estadual, criando um protocolo e aprovando o mesmo, com todas as devidas restrições, as cidades podem flexibilizar o distanciamento controlado estadual nas bandeiras Laranjas e Amarela”, explica um dono de quadra esportiva.

O grupo luta pelo retorno das atividades se propondo, inclusive, a firmar, junto ao protocolo, um termo de conduta para que sejam punidos eventualmente apenas aqueles estabelecimentos que não se adequarem ou descumprirem as normas estabelecidas, e não todo o ramo.

Os empresários relatam que, mesmo sem faturamento, as contas como IPTU, salários, aluguel, financiamentos, água, luz precisam ser pagas, aumentando as dificuldades.

Twitter | Repórter Abel Oliveira

Imagens/fotos e vídeos: Abel Oliveira / Cópias não autorizadas - Lei nº 9.610/98.

Brito lateral 2020