IJUI NEWS - Justiça vai ouvir amanhã 14 testemunhas no caso da mulher que matou bombeiro “por amor”
Min: 15º
Max: 26º
Predomínio de Sol
logo ijui news
CFC MasterCFC Master
Seiko eee

Justiça vai ouvir amanhã 14 testemunhas no caso da mulher que matou bombeiro “por amor”

Catorze testemunhas serão ouvidas no caso da morte do bombeiro aposentado Abílio Antônio Porto da Silveira. A ré Isabel Cristine Santos Gonçalves está livre, residindo em Santa Catarina.

Matéria Publicada em: 05/07/2021
A vítima Abílio Silveira, a casa queimada, e a suspeita dos crimes, Isabel Gonçalves. Fotos: reprodução/FB/Arquivo.

O juiz da 1ª Vara Criminal da Comarca de Ijuí, Eduardo Giovelli, marcou para esta terça-feira (6/7) a audiência de instrução do processo de homicídio qualificado em que figura como ré Isabel Cristine Santos Gonçalves, de 49 anos.

A audiência será no salão do Júri, com oitivas (presencial/virtual) de pelo menos 14 testemunhas arroladas na denúncia, a partir das 14h30.

A mulher responde pelo assassinato a tiros de seu ex-companheiro Abílio Antônio Porto da Silveira, aos 55 anos, bombeiro aposentado pela corporação de Ijuí.

O crime foi cometido pela mulher em uma pista de rodeios da zona rural do município de Coronel Barros, na noite de 10 de março de 2020, onde ocorria prova de tiro de laço.

Depois de matar Abílio Silveira, a ré ainda ateou fogo na casa dele, na localidade de Passo da Cruz, destruindo tudo o que lá existia.

Mais tarde, a homicida foi capturada pela Polícia, com a arma do crime e sob efeito de medicamentos, e autuada em flagrante delito. Depois de alguns dias presa preventivamente, a Justiça concedeu-lhe a liberdade provisória.

Hoje, Isabel Cristine Santos Gonçalves vive livre, sequer com recolhimento noturno, no município de Joinville, em Santa Catarina. Ela também deverá participar da audiência desta terça em Ijuí, de forma presencial ou virtual.   

De acordo com o processo, na época, à Polícia, a mulher admitiu os crimes e disse que matou o ex. por amor: “a flagrada admitiu a prática do homicídio de seu ex-companheiro e explicitou a motivação, qual seja, ‘amor’, bem como foram apreendidos diversos frascos de variados remédios, provavelmente ingeridos pela flagrada, o que ocasionou sua condução ao hospital”. 

O Ministério Público (MP) denunciou a ré por crime de homicídio qualificado pelo  motivo fútil, e incêndio.

NOTÍCIAS RELACIONADAS 

Justiça solta mulher acusada de matar bombeiro aposentado de Ijuí

Mulher suspeita de homicídio em Coronel Barros é hospitalizada, em tese, por tentativa de suicídio

Bombeiro aposentado de Ijuí é assassinado a tiros e tem casa incendiada em Coronel Barros

_______________________________________________

Twitter – Repórter Abel Oliveira

Instagram – Abel Oliveira

Fotos/vídeos: Cópias não autorizadas | Lei nº 9.610/98.

Seiko DDD