IJUI NEWS - Advogado José Elias diz que homem investigado por supostos maus tratos de gatos é inocente
Min: 15º
Max: 26º
Predomínio de Sol
logo ijui news
CFC MasterCFC Master
Britinho lateral esq

Advogado José Elias diz que homem investigado por supostos maus tratos de gatos é inocente

“Não há nenhuma prova de animal morto, mutilado, pelo meu cliente. Provaremos a inocência dele, que não é o monstro que está sendo pintado”, diz o criminalista José Elias.

Matéria Publicada em: 11/11/2021
Advogado José Elias busca inocentar seu cliente das acusações de maus tratos de gatos. Fotos: Abel Oliveira/PC arquivo.

O escritório de advocacia do criminalista José Elias da Silva assumiu a defesa de Fernando Adolfo Ketzer, de 40 anos, investigado pela Polícia Civil (PC) por supostos maus tratos de gatos.

De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Ricardo Miron, que responde pela delegacia de Jóia, o inquérito apura denúncias de que o suspeito adotava gatos pela Internet para deixá-los mutilados e depois matá-los por estrangulamento.

No curso inicial das investigações a Polícia teria resgatado um felino filhote (foto principal) de uma pousada onde estava hospedado o investigado, no município de Jóia, no mês passado, quando ele, em tese, teria assumido em depoimento parte das denúncias.

NOTÍCIA RELACIONADA

Homem confessa à PC adoção pela internet, mutilação e morte de gatos na região de Ijuí

Ativistas da causa animal chegaram a relatar que mais de 30 gatos teriam sido vítimas do investigado e lideraram movimentos nas redes socias pela responsabilização dele. 

Com o inquérito, a investigação busca reunir as provas das denúncias, por meio de depoimentos de testemunhas, entre outras diligências. “A confissão somente não serve para o indiciamento e uma eventual condenação judicial, pois precisa ter provas testemunhais e materiais", justifica o delegado Miron.

Ouvido pelo Ijuí News, o criminalista José Elias disse acreditar na inocência de seu cliente e que tudo será esclarecido:

Estão crucificando-o, massacrando-o. Não houve a prática desses fatos, nada disso aí, tanto que o gato encontrado com ele estava em perfeitas condições de saúde. Digo a população que meu cliente não é o monstro que está sendo pintado, não há nenhuma prova de animal morto, mutilado. Provaremos a inocência dele.

O inquérito está em fase de conclusão para ser encaminhado à Justiça, que dará vistas ao Ministério Público para, querendo, oferecer a denúncia ou arquivá-lo.  

Fotos/vídeos: Cópias não autorizadas | Lei nº 9.610/98.

Seiko DDD