IJUI NEWS - Comunidade de Cruz Alta se mobiliza por UTI Pediátrica, após menina morrer à espera de leito
Min: 15º
Max: 26º
Predomínio de Sol
logo ijui news
Inova topoInova topo
rad E

Comunidade de Cruz Alta se mobiliza por UTI Pediátrica, após menina morrer à espera de leito

Betina Bessa Mendes, de dois anos e 10 meses, precisava de hemodiálise por contrair infecção grave, procedimento que deveria ser em UTI Pediátrica. A menina morreu no sábado (1/1), após choque séptico.

Matéria Publicada em: 03/01/2022
Betina Bessa Mendes. Foto: Arquivo Pessoal.

A comunidade do município de Cruz Alta está organizando manifestação pública para a tarde do próximo domingo (9/1) em frente da Prefeitura da cidade.

O movimento busca sensibilizar as autoridades para a instalação de uma UTI Pediátrica no município.

Os organizadores decidiram pelo protesto público após a morte da menina Betina Bessa Mendes, aos dois anos e 10 meses, à espera de leito específico (UTI Pediátrica), o que possibilitaria a ela um tratamento especial para septicemia (corrente sanguínea infectada por bactéria).

Betina morreu no sábado (1º/1), após choque séptico. Ela teve uma gastroenterite, que evoluiu para septicemia. O resultado foi infiltração de líquido nos pulmões, falência renal e necessidade de hemodiálise.

Ela estava internada no Hospital São Vicente de Paula, havia dois dias. A Casa não tem UTI pediátrica e, por isso, a criança aguardava transferência para outra cidade.

O próprio hospital São Vicente de Paula mobilizou a Central de Leitos da Secretaria Estadual de Saúde (SES) para buscar vaga em UTI de outros municípios, mas sem sucesso.

Acionada, a Justiça determinou que a central de regulação de leitos da SES transferisse Betina para UTI em Passo Fundo, que seria pago, na rede privada. A menina faleceu horas depois.

Fotos/vídeos: Cópias não autorizadas | Lei nº 9.610/98.

Brito lateral 2020