IJUI NEWS - Apenado do IPI recebia dinheiro e drogas durante o serviço na Garagem da Prefeitura de Ijuí
Min: 15º
Max: 26º
Predomínio de Sol
logo ijui news
Inova topoInova topo
Seiko eee

Apenado do IPI recebia dinheiro e drogas durante o serviço na Garagem da Prefeitura de Ijuí

Leomar Schoenherr Júnior, o “Alemão da Prefeitura”, de Ibirubá, agia no setor público. Ele foi preso pela PC na desarticulação de quadrilha. Alemão tem 38 anos de pena, devendo ainda mais de 20 anos.

Matéria Publicada em: 27/01/2022
Garagem da Prefeitura era o local de trabalho externo do preso. Foto: Abel Oliveira.

Vídeo da matéria

A Polícia Civil (PC) de Ijuí desarticulou uma quadrilha vinculada a uma facção do crime organizado, que tinha como principal atividade o delito de tráfico de drogas.

No curso inicial das investigações os agentes cumpriram mandos judiciais de buscas e apreensões, no mês de dezembro de 2021.

À época, no bairro Getúlio Vargas, numa das buscas, os policiais autuaram em flagrante Eduardo Lima dos Santos, de 25 anos, da Região Metropolitana de Porto Alegre/Canoas. Houve a apreensão de mais de 1 kg de entorpecentes (maconha e cocaína), balanças de precisão, dinheiro, celulares e munições de calibre 32.

A prisão administrativa do auto do flagrante foi convertida pela Justiça em preventiva. Com as investigações do inquérito instaurado a PC chegou a outros integrantes da organização criminosa, de pelo menos quatro indivíduos.

Um deles era apenado do regime semiaberto do Instituto Penal de Ijuí (IPI), que prestava serviços na Garagem da Prefeitura de Ijuí. Leomar Schoenherr Júnior, o “Alemão da Prefeitura”, de 31 anos de idade, natural de Ibirubá, agia dentro do setor público onde deveria trabalhar.

Em seu local de trabalho, em frente da ACI, diz a Polícia que “Alemão da Prefeitura” recebia dinheiro e drogas. O preso possui condenações judiciais por assaltos à mão armada, furtos, incêndio, ameaça, posse de arma branca, lesão corporal e registros de ingressos em casas prisionais portando telefones. A pena total original é de 38 anos de cadeia. Ele deve ainda à Justiça mais de 20 anos.

Os outros dois presos na ação desencadeada pela PC são; Élvio Rodrigues de Oliveira, o “Guinho”, ijuiense apontado como líder do grupo, e outro ijuiense, de 26 anos, ainda sem revelação de identidade, que seria o responsável pelo armazenamento dos entorpecentes. Ele também possui passagens pela Polícia.

Fotos/vídeos: Cópias não autorizadas | Lei nº 9.610/98.

Brito lateral 2020