IJUI NEWS - MS pretende rebaixar o status de Covid-19 no Brasil de pandemia para endemia
Min: 15º
Max: 26º
Predomínio de Sol
logo ijui news
Paim Paim
Britinho lateral esq

MS pretende rebaixar o status de Covid-19 no Brasil de pandemia para endemia

Sem precisar uma data, mas o quanto antes, ministro Queiroga diz que pretende ouvir os ministérios envolvidos, os poderes e a sociedade antes de tomar uma decisão definitiva.

Matéria Publicada em: 04/03/2022
Ministro Queiroga | Foto: Myke Sena / Ministério da Saúde.

O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta sexta-feira (4/3) que pretende rebaixar o status da Covid-19 no Brasil de pandemia para endemia, que ocorre quando a doença é recorrente na região, mas não há um aumento significativo no número de casos e a população convive com ela. O ministro se baseia em critérios técnicos, independentemente da análise da OMS (Organização Mundial da Saúde). O chefe da pasta também deixou claro que a vacina CoronaVac não deixará de ser usada com a mudança de cenário. 

"A OMS considera o cenário global. E aqui é o Ministério da Saúde que tem mais autoridade para dispor sobre esse tema no âmbito nacional. Cabe a mim como ministro rebaixar a pandemia e farei isso com base em critérios técnicos, assim como já observamos em países como Reino Unido, Inglaterra, Suíça, Dinamarca e países da Europa", destacou. 

Sem precisar uma data, Queiroga disse que pretende ouvir os ministérios envolvidos, os poderes e a sociedade antes de tomar uma decisão definitiva. Ele deixou claro que a alteração no status pode acontecer o quanto antes, diante do cenário de "tranquilidade epidemiológica".

"Mesmo com a variante Ômicron, tivemos uma queda no número de casos e registramos a média móvel de mortes por Covid-19 abaixo de 500. Sem contar que temos uma das maiores campanhas de vacinação do mundo", ressaltou. 

Coronavac

Mesmo que a Covid-19 passe a ser considerada endemia no Brasil, Queiroga garantiu que a vacina CoronaVac, usada em crianças e adolescentes sem comorbidades a partir dos 6 anos, não deixará de ser utilizada na campanha de imunização.

O fármaco ainda conta com registro para uso emergencial na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). O Ministério da Saúde está analisando os impactos regulatórios da vacina produzida pelo Instituto Butantan.

____________________________________

Acesse o site do Palmero Veículos AQUI

Seiko DDD