IJUI NEWS - Justiça de Ijuí transfere para julho o júri de ré por morte de Bombeiro aposentado
Min: 15º
Max: 26º
Predomínio de Sol
logo ijui news
EquipomedEquipomed
Seiko eee

Justiça de Ijuí transfere para julho o júri de ré por morte de Bombeiro aposentado

A pedido da defesa, o julgamento que estava previsto para acontecer na semana que vem, agora, será realizado em julho (17/7).

Matéria Publicada em: 20/06/2024
A ré Isabel (reprodução) e a vítima Abílio (vídeo/manifestação em frente do Fórum).

Acesse o site do Palmero Veículos AQUI
_____________________________________

O juízo  da 1ª Vara Criminal da Comarca de Ijuí trasferiu da semana que vem para o dia  17 de julho deste ano, a partir das 9h, o julgamento popular de Isabel Cristine Santos Gonçalves, de 52 anos, assassina do ex-companheiro, o bombeiro aposentado Abílio Antônio Porto da Silveira, aos 55 anos. A troca de data ocorreu a pedido da defesa (atestado médico).

De acordo com a denúncia do Ministério Público (MP), na noite de 10 de março de 2020, por volta das 21h, a ré, utilizando um revólver calibre 38, matou a tiros o ex-companheiro Abílio que participava de um torneio/rodeio municipal de laço, que era realizado no Rincão dos Casalini, no interior de Coronel Barros.

Narra o MP que a autora matou a vítima com vários tiros, de forma covarde pela negativa dela em reatar um relacionamento de aproximadamente 18 anos, mas que Abílio havia colocado um ponto final cerca de cinco meses antes do crime. Por isso, o MP qualificou a denúncia pelo motivo torpe. 

Ainda, diz a acusação, a denunciada, que residia em Ijuí, se deslocou ao local dos crimes conduzindo um automóvel Ford/Focus, sabendo que lá se encontrava a vítima. Ao chegar e vê-la, se aproximou e, depois de breve conversa, a matou com 4 tiros. A segunda qualificadora, o recurso de difícil defesa da vítima.

Logo após o homicídio, a ré Isabel se dirigiu à residência do ex. e nela ateou fogo, na localidade do Passo da Cruz, no mesmo município.

Sobre esse fato, o MP diz que a denunciada, não satisfeita com a morte de Abílio,  se deslocou até o local onde ele residia (locatário) e tinha outros bens, e queimou tudo, inclusive causando a morte de animais; vaca de leite, terneiros, porcos, cães, galinhas e provocou a destruição de um automóvel e uma motocicleta, que estavam na residência.

Inicialmente, a assassina Isabel foi presa em flagrante delito e teve a preventiva decretada. Depois de alguns dias, recebeu a liberdade provisória. 

Cópias de textos, fotos e vídeos não autorizadas | Lei nº 9.610/98.

rad d