IJUI NEWS - PC desarticula em 14 cidades do RS duas quadrilhas que informatizaram o jogo do bicho
Min: 15º
Max: 26º
Predomínio de Sol
logo ijui news
EquipomedEquipomed
Britinho lateral esq

PC desarticula em 14 cidades do RS duas quadrilhas que informatizaram o jogo do bicho

Operação “Deu Zebra” acontece nesta terça (25); em Bagé, São Gabriel, Santana do Livramento, Rosário do Sul, Cacequi, Quaraí, Dom Pedrito, São Sepé, Caçapava do Sul, Santa Rosa, Santo Ângelo, Pelotas, Taquara e Porto Alegre.

Matéria Publicada em: 25/04/2017
Operação policial contra jogo do bicho e lavagem de dinheiro ocorre em 14 cidades. Fotos: PC / Divulgação.

A Polícia Civil (PC) realiza operação policial, nesta terça-feira (25), em 14 cidades gaúchas  para desarticular duas quadrilhas que se especializaram no jogo do bicho.

As organizações criminosas informatizaram todo esquema e passaram a controlar a contravenção penal pela Internet em mais da metade do Estado. Os contraventores movimentaram em quatro anos de atuação o valor de R$ 521 milhões.

Dezenas de mandados de prisão, condução coercitiva e buscas estão sendo cumpridos nas cidades de Bagé, São Gabriel, Santana do Livramento, Rosário do Sul, Cacequi, Quaraí, Dom Pedrito, São Sepé, Caçapava do Sul, Santa Rosa, Santo Ângelo, Pelotas, Taquara e Porto Alegre.

A Polícia já apreendeu através do crime de lavagem de dinheiro 57 veículos e 19 imóveis avaliados em R$ 11 milhões. Ao todo, 67 contas bancárias foram bloqueadas.

Investigação

Segundo a PC, os bicheiros, a partir de Bagé e de São Gabriel, começaram a controlar a contravenção penal pela Internet em mais da metade do estado.

Eles compraram máquinas de cartão de crédito e acionaram o mesmo técnico em informática, de Pelotas, para instalar um software e alterar os equipamentos para o jogo do bicho.

Uma empresa de Taquara é suspeita de fornecer os dados e outra em Porto Alegre é investigada por armazenar estes dados.

A Polícia descobriu que os contraventores usavam uma tecnologia chamada “M2M” ou “machine to Machine (máquina a máquina)” que possibilitava a conexão com troca de informações em tempo real de dispositivos ou aparelhos à internet sem a utilização de fios.

As duas quadrilhas trocam informações e têm em comum a utilização do mesmo técnico em informática. Os grupos ainda têm conexão com bicheiros de outros estados, principalmente de São Paulo, Rio de Janeiro e Goiás.

Brito lateral 2020